Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Como sei se tenho osteoporose?

Como sei se tenho osteoporose?

A osteoporose é uma doença silenciosa e que acomete cerca de 10 milhões de pessoas no Brasil, segundo dados da Fundação Internacional de Osteoporose.

E por causa do silêncio de sinais e sintomas, sua descoberta acontece apenas após uma fratura óssea acometer o paciente.

Por isso “como sei se tenho osteoporose?” é uma pergunta comum e importante!

Nesse texto vamos respondê-la e explicar tudo que você precisa saber sobre osteoporose.

Vamos lá?

O que é osteoporose?

É uma condição metabólica que causa redução significativa da massa óssea, tornando os ossos frágeis e com maior risco de fraturas. 

Ela está associada ao envelhecimento, já que progressivamente o organismo reduz sua capacidade de metabolização e absorção do cálcio, importante substância para o fortalecimento ósseo. 

Além disso, os osteoblastos são responsáveis pela produção de novos ossos e reconstituição óssea, sendo capaz de renovar o esqueleto humano a cada dez anos!

Mas com o tempo o organismo reduz a capacidade de absorver células novas.

Fatores como carga genética, uso de tabaco e artrite reumatóide contribuem para a osteoporose. 

O estilo de vida também pode influenciar o desenvolvimento da doença. 

Assim, os fatores de risco são: sedentarismo, alimentação não saudável e consumo excessivo de álcool. 

Como identificar a osteoporose?

A osteoporose não causa sinais e sintomas! Como os ossos ficam frágeis, há incidência de pequenas fraturas ósseas no corpo (vertebral, óssea na coxa e punho etc). 

Portanto,o diagnóstico costuma ser realizado depois da incidência destas fraturas, quando o paciente busca um médico em razão de dores decorrentes de uma quebra óssea.

Isso é preocupante! Então, será que existe alguma outra forma de saber se você tem osteoporose?

Alguns indicativos são:

  • Redução da estatura em 2 ou 3 centímetros, em razão do desgaste das vértebras;
  • Ombros caídos ou “corcunda” em casos avançados, quando houver degeneração ou fraturas na coluna;
  • Dores na coluna em razão de micro fraturas em alguma vértebra;
  • Formigamento nas pernas, pois a dor de alguma fratura pode atingir a medula espinhal.

Como diagnosticar?

Se surgirem sintomas referentes às fraturas geradas, procure uma clínica especializada em osteoporose.

O médico solicitará um raio X para confirmar a existência de fraturas e dependendo do resultado, solicitará uma ressonância magnética ou tomografia computadorizada.

Além disso, em caso de suspeita de osteoporose, você realizará o exame de densitometria óssea para confirmar.

Esse exame é indicado para analisar a fragilidade dos ossos, ou seja, a perda óssea. 

Outras medidas diagnósticas podem ser: avaliação do histórico familiar, exames de sangue para verificar a quantidade de cálcio e fósforo no organismo.

Tratamento e prevenção

Não existe cura integral para osteoporose.

Mas a principal forma de tratamento busca estancar a perda da massa óssea através de uma dieta rica em cálcio e vitamina D.

Suplementos e medicações complementares podem ser indicadas por um médico especializado.

Algumas dicas para ajudar na prevenção são:

  • Busque consumir cálcio;
  • Aposte na ingestão de vitamina D;
  • Tome 15 minutos de Sol diariamente. 

Clínica especializada em osteoporose

Diante das singularidades da osteoporose e do risco de múltiplas fraturas ósseas, é ideal buscar uma clínica especializada em osteoporose.

Agende sua consulta na Clínica Paulista e receba o melhor atendimento!

Preencha o formulário e agende sua consulta

loading...
CHAT
ONLINE