Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Tendinites do quadril

Os tendões dos músculos glúteos (máximo, médio e mínimo), localizados no quadril, são os mais acometidos por tendinites e tendinopatias. Normalmente, causa dor na região lateral do quadril podendo irradiar pela face lateral da perna. 

O tendão do músculo ílio-psoas e dos músculos adutores também são regiões comumente acometidas por processo inflamatório e/ou degenerativo.

Os indivíduos mais afetados por tendinites são os atletas que praticam atividades físicas que envolvem o uso excessivo das pernas, como ciclismo, futebol e corrida. Idosos também podem ser acometidos pela doença, isso acontece em virtude do desgaste progressivo da articulação do quadril. 

Causas das tendinites do quadril

As tendinites do quadril podem ser causadas por cargas excessivas, como o aumento da carga de exercício de forma abrupta e o excesso de impacto do tendão contra proeminências ósseas.

Além disso, pessoas com algumas anormalidades biomecânicas, como o valgo dinâmico (fraqueza dos músculos abdutores e rotadores laterais do quadril) podem potencializar a sobrecarga nestes tendões e acelerar o aparecimento das tendinites.

Sintomas das tendinites do quadril

A principal queixa dos pacientes com tendinites do quadril é a dor que normalmente ocorre perto da articulação, que aumenta com os movimentos e costuma piorar à noite. 

Esse incômodo pode irradiar do quadril para a perna e o indivíduo sente dificuldades para movimentar as pernas ou para caminhar, deitar e sentar sobre o lado afetado e também pode sentir cãibras (especialmente, após um longo período em repouso).

Tratamento das tendinites do quadril

O diagnóstico das tendinites do quadril é feito por meio de um exame físico, mas pode ser comprovado através de exame de ressonância nuclear magnética (RNM) ou ultrassom (USG) do quadril. Dessa maneira, é possível avaliar o nível de comprometimento do tendão e indicar o melhor tratamento.

O tratamento das tendinites do quadril pode ser dividido em duas etapas:

  • Etapa 1:de alívio da dor, inflamação e edema, utilizando-se de técnicas de Eletrotermofototerapia com laser, ultrassom e terapia combinada, além de liberação miofascial e terapia manual. 
  • Etapa 2: para correção das prováveis disfunções biomecânicas por meio de exercícios de fortalecimento, flexibilidade, mobilização articular e treinamento sensório-motor. 

Se você sente dor no quadril, é importante procurar a ajuda de um ortopedista especialista nessa área. Para agendar uma consulta com um profissional qualificado, entre em contato com a Clínica Paulista.

CHAT
ONLINE