Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Osteoporose dói?

A osteoporose é uma doença que se caracteriza pela diminuição de massa óssea e que se desenvolve lentamente ao longo de muitos anos. Contudo, a grande dúvida é se a osteoporose dói, mas podemos dizer que os sintomas não são evidentes no início da doença e podem levar meses ou anos para aparecer. 

Os primeiros sinais da osteoporose podem ser dificuldade em permanecer com a coluna ereta em pé ou sentado ou ainda uma fratura óssea após uma queda ou impacto. Existem casos em que uma tosse ou um espirro podem até quebrar uma costela. 

Ou seja, a osteoporose geralmente não dói, a menos que você tenha um osso quebrado por causa dela. 

Tudo o que você precisa saber sobre osteoporose

Além de se caracterizar pela diminuição de massa óssea, a osteoporose ainda é marcada com o desenvolvimento de ossos ocos, finos e de extrema sensibilidade, tornando-os mais sujeitos a fraturas. 

Existem algumas peculiaridades importantes da osteoporose e é sobre elas que falaremos abaixo.

  1. A osteoporose é uma doença silenciosa, o que significa que raramente apresenta sintomas antes que aconteça uma fratura óssea. O ideal é que sejam realizados exames preventivos para que ela seja diagnosticada a tempo de se evitar complicações mais graves. 
  2. De acordo com estatísticas, a osteoporose afeta um homem para  cada quatro mulheres. Isso porque os nossos ossos recebem forte influência do estrogênio, um hormônio feminino, mas que também está presente nos homens, porém em menor quantidade.
  3. Os locais mais comuns atingidos pela osteoporose são a coluna (vértebras), a bacia (fêmur), o punho (rádio) e o braço (úmero). Entre estas, a fratura mais perigosa é a do colo do fêmur. 
  4. Dor intensa nas costas e diminuição de estatura podem representar fraturas vertebrais da osteoporose.
  5. O diagnóstico precoce da osteoporose é feito pelo exame de Densitometria Óssea, que mede a densidade óssea. Possuem maior risco para desenvolver osteoporose as mulheres, indivíduos de raça branca, pessoas miúdas, pacientes que tiveram menopausa precoce e não fizeram reposição hormonal, os fumantes, pessoas que utilizam corticóides por longo tempo e aquelas que já tiveram fraturas na idade adulta.
  6. A prevenção da osteoporose deve se iniciar na infância, através de uma alimentação saudável, com boa quantidade de alimentos ricos em cálcio. Além disto, deve-se estimular as brincadeiras e atividades ao ar livre, que fortalecem o esqueleto em crescimento, além de possibilitar a exposição ao sol para que ocorra a produção Vitamina D na pele.
  7. A Vitamina D é fundamental para o fortalecimento ósseo. 

Apesar de podermos prevenir a osteoporose, é importante salientar que, mesmo com todos estes cuidados, alguns indivíduos vão desenvolver a doença, devido à herança genética. Procure um especialista da Clínica Paulista para conduzir seu tratamento de maneira adequada e tranquila.

CHAT
ONLINE