Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Luxação de ombro

A luxação de ombro ocorre quando a cabeça do osso do braço (úmero) salta para fora de seu encaixe arredondado na omoplata (escápula). Uma vez deslocado, o ombro é fortemente empurrado para frente, fora da articulação e fica muito dolorido.

Sintomas da luxação de ombro

Normalmente, quando há luxação de ombro, o próprio paciente consegue perceber, pois os sintomas são muito facilmente identificados. São eles:

  • O ombro chega a ficar visivelmente fora do lugar ou parecer distorcido;
  • A área ao redor da articulação pode ficar inchada ou com hematomas;
  • A dor costuma ser intensa;
  • Dificuldade em afastar o braço do corpo;
  • Dormência do músculo que cobre o ombro;
  • Espasmos nos músculos do ombro.

É importante procurar um ortopedista assim que suspeitar que sofreu uma luxação de ombro. O profissional irá confirmar o diagnóstico através do exame físico e radiografias para excluir fraturas. 

Tratamento para luxação de ombro

O tratamento para a luxação de ombro consiste em recolocar a articulação no lugar (redução). Antes desta manobra, geralmente, as pessoas recebem um sedativo, analgésicos fortes e/ou injeção de anestésico na articulação, entretanto elas permanecem conscientes. 

Existem diversas maneiras de recolocar o ombro no lugar. Abaixo citamos algumas delas:

  • Tração e contratração: a pessoa é mantida imóvel enquanto o profissional puxa o braço afetado para baixo e para fora.
  • Rotação externa: o profissional flexiona o braço no cotovelo e, em seguida, lentamente roda o braço distanciando-se do corpo. Um exemplo é a técnica de Hennepin. 
  • Manipulação da escápula: é feita com a pessoa sentada ou deitada. O profissional move a extremidade inferior da escápula em direção à coluna. Um assistente puxa, rotaciona e pode aplicar uma pressão suave ao braço.
  • Técnica de Cunningham: é realizada uma massagem nos músculos da parte superior do braço e do ombro e o profissional se senta em frente à pessoa e coloca a mão da pessoa em seu ombro. Depois, ele pede para o paciente relaxar e encolher os ombros de volta, tentando fazer com que as escápulas encostem uma na outra. Dessa maneira, os músculos relaxam para que a pessoa possa ter o ombro encaixado de volta no lugar.
  • Técnica de Davos: o paciente senta em uma cama, dobra o joelho no lado do ombro afetado e coloca o pé sobre a cama. O profissional envolve as mãos da pessoa com uma tira elástica, amarrando as mãos uma à outra e ao joelho, para manter as mãos na posição. O profissional então senta-se sobre o pé da pessoa e a instrui a inclinar a cabeça para trás. Então, o paciente exerce pressão sobre o ombro luxado, o que ajuda a colocá-lo de volta ao lugar.
  • Técnica de Stimson: o paciente se deita de bruços sobre uma cama, com o braço do ombro luxado pendurado na lateral. O profissional prende pesos ao pulso da pessoa e depois de cerca de 30 minutos, os músculos do ombro geralmente relaxam o suficiente para que o ombro seja recolocado no lugar.
  • Técnica de FARES: o paciente se deita de barriga para cima com o cotovelo estendido e o braço junto ao corpo. O profissional segura o braço da pessoa na altura da mão ou do pulso e afasta lentamente o braço do corpo. Ao mesmo tempo, ele move o braço do paciente para cima e para baixo em movimentos curtos, lentos e oscilantes de cima para baixo, que ajudam os músculos a relaxar.
CHAT
ONLINE