Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Cirurgia de artroscopia no joelho

O menisco é uma estrutura de cartilagem presente no joelho que protege os membros quando há impacto ou uma pancada. Contudo, ela é muito propensa a lesões em atletas, pessoas com excesso de peso, com artrite, artrose ou outro problema que afete a articulação dos joelhos.

Dito isso, quando há uma lesão, em alguns casos é necessária a artroscopia do joelho, que é uma mini cirurgia na qual o ortopedista utiliza um tubo fino, com uma câmera na ponta, para observar as estruturas no interior da articulação, sem precisar fazer um corte grande na pele. 

Normalmente, a artroscopia do joelho é usada para avaliar se existe algum problema com as estruturas da articulação. Porém, ela também pode ser utilizada para fazer pequenas reparações no menisco, cartilagem ou nos ligamentos cruzados, ajudando a tratar o problema. 

Como é a recuperação da artroscopia no joelho

A artroscopia no joelho é uma cirurgia rápida, com poucos riscos e com tempo de recuperação ágil.

Em quase todos os casos, é possível voltar para casa no mesmo dia, sendo apenas importante manter alguns cuidados como:

  • Ficar de repouso, por pelo menos quatros dias, evitando aplicar qualquer tipo de peso na perna;
  • Manter a perna elevada acima do nível do coração para diminuir o inchaço;
  • Aplicar uma bolsa gelada na região do joelho várias vezes ao dia para aliviar o inchaço e a dor;
  • Tomar os medicamentos receitados no horário correto;
  • Usar muletas durante o período de recuperação.

O ortopedista especialista em joelho ainda pode recomendar sessões de fisioterapia, que ajuda a recuperar totalmente a força dos músculos da perna e a aumentar a capacidade de dobrar o joelho, que pode ficar prejudicada após a cirurgia.

É importante ressaltar que, como em qualquer cirurgia, existem riscos de complicações na artroscopia do joelho, porém são muito baixos. 

O que pode acontecer é hemorragia durante a cirurgia, infecção no local da ferida, reação alérgica à anestesia, surgimento de rigidez no joelho ou lesões nas estruturas saudáveis do joelho.

Por isso é muito importante fazer todas as consultas antes da cirurgia, para que o ortopedista consiga avaliar o histórico clínico do paciente, assim como os medicamentos que está utilizando, para minimizar os riscos.

Artigo escrito pelo Dr. Teodoro Rodrigues da Cunha Neto

CHAT
ONLINE