Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Como é a cirurgia de rompimento de tendão?

Quem já rompeu algum tendão sabe como é difícil a dor aguda e súbita provocada por esse rompimento!

Em grande parte dos casos, a cirurgia de rompimento de tendão, é o tratamento mais indicado para esse problema.

Pensando nisso, vamos te explicar mais sobre a ruptura de tendão e como é realizada a cirurgia.

Vamos lá?

O que é a ruptura do tendão?

Os tendões são constituídos pelo tecido conjuntivo, em sua forma densa e modelada.

Sua estrutura é cilíbrida e alongada, ligando as extremidades dos ossos aos músculos.

São fundamentais para a realização dos movimentos corporais e para a manutenção da nossa postura.

É inegável a grande contribuição desse tecido fibroso em nosso equilíbrio!

Geralmente falamos do rompimento do tendão de Aquiles, o mais conhecido do nosso corpo.

Ele é essencial para a locomoção.

Por isso, quando está fragilizado ou sobrecarregado, pode se romper, provocando dores e prejuízo nas atividades cotidianas que envolvam articulação, equilíbrio e força.

Quais as causas do rompimento?

A causa mais comum é a realização de esforço físico repentino e de alta intensidade, como acontece com praticantes de esportes (corrida, salto, etc). 

Esportes como o futebol e outros que envolvem levantamento de peso também são fatores de risco para a lesão.

Qualquer forma de sobrecarga no tendão, pode provocar rupturas e lesões. 

Ah! Mas o sedentarismo também é arriscado.

Quando você não pratica exercícios físicos regularmente, seu tendão se fragiliza e pode ser lesionado durante simples atividades diárias.

O grupo de risco também inclui: pessoas com idade avançada, portadores de tendinite crônica, artrite, diabete e obesidade. 

Qual o tratamento?

Existem duas formas de tratamento: a conservadora (com acompanhamento fisioterapêutico, repouso e medicação) e a cirúrgica.

Mas, em quais casos a intervenção cirúrgica é recomendada? 

A resposta depende da gravidade da lesão, idade do paciente, nível da atividade física realizada por ele, estilo de vida, etc.

De modo geral, ela é indicada para pessoas ativas e que desejam retomar as atividades esportivas e diárias.

Nos casos de ruptura total do tendão, a cirurgia será necessariamente indicada.

Veja como ela é feita!

Como é realizada a cirurgia? 

O procedimento cirúrgico costuma ser realizado em ambulatório, ou seja, logo após a cirurgia o paciente é liberado para casa.

Existem duas opções cirúrgicas.

A primeira é via percutânea, de forma minimamente invasiva, realizada com pequenas incisões na região lesionada.

Nela, são utilizadas agulhas pequenas com suturas anexadas, o que permite ao médico suturar o tendão lesionado ou rompido. 

Esse procedimento utiliza uma tecnologia mais recente, que inclui menor tempo de recuperação e menor risco de infecção.

Já a segunda opção é por via aberta, sendo o método tradicional, em que o cirurgião realiza uma incisão aberta através de um corte para chegar ao tendão.

A melhor técnica para o seu caso seja indicada pelo seu médico ortopedista!

Durante o período de recuperação é ideal utilizar uma tala ou gesso na região operada para auxiliar no pós-operatório.

Procure uma intervenção cirúrgica tecnológica e especializada

Na Clínica Paulista possuímos profissionais qualificados e tecnologia de ponta para nossos procedimentos cirúrgicos.

Sua segurança e conforto são a nossa prioridade.

Agende já uma consulta com um de nossos ortopedistas.

CHAT
ONLINE