Atendimento Presencial
Seg a Sex das 08h às 18h
  Sáb das 8h às 13h

Atendimento online
Agende sua teleconsulta
Clique aqui

Cirurgia de tendinite no ombro

Quem sofre com tendinite no ombro sabe da importância de procurar um tratamento ortopédico de qualidade para minimizar as dores e recuperar o movimento do ombro.

Causada por esforço repetitivo no trabalho, lesões esportivas e pequenos traumas na região do ombro, a tendinite pode levar a sintomas preocupantes.

Para o tratamento eficaz e definitivo de tendinite, a cirurgia pode ser uma opção necessária.

Mas fique tranquilo! A cirurgia para tendinite não é aberta e invasiva! 

Atualmente existe uma técnica sofisticada, tecnológica e pouco invasiva no mercado: a artroscopia. 

Se você nunca ouviu falar desse procedimento, venha entender mais sobre tendinite no ombro e como é realizada a cirurgia para curá-la.

Vamos lá!

O que é tendinite no ombro?

Bem, essa condição emerge quando há inflamação de um tendão do ombro.

O principal sintoma desta patologia é a dor na região do ombro, que agrava-se durante o período noturno. 

O tipo mais comum de tendinite é a do supra espinhoso.

Entretanto, qualquer outro tendão da coifa dos rotadores pode ser afetado.

Essa região, coifa dos rotadores, é caracterizada por um conjunto de tendões e músculos que envolvem a região articular do ombro.

Sua principal função é centralizar a cabeça do úmero diante da omoplata, garantindo a estabilização e mobilização do ombro.

Em alguns casos a tendinite do ombro pode se tornar crônica, havendo alterações nas estruturas tendinosas, como desorganização de fibras.

Como saber se estou com tendinite?

Primeiro, fique atento às dores no ombro.

Como o principal sintoma é a dor na região do ombro, caso sinta dores com agravamento noturno procure um ortopedista.

O diagnóstico será realizado após alguns exames como ecografia do ombro e ressonância magnética.

Quer saber como é realizado o tratamento?

De modo geral o tratamento é conservador, com acompanhamento fisioterápico e medicamentoso.

Caso a tendinite não melhore com uso de medicação e fisioterapia, será necessário recorrer à intervenção cirúrgica.

Confira mais a seguir!

Cirurgia para tendinite no ombro: artroscopia

A artroscopia do ombro é a técnica cirúrgica mais utilizada e recomendada para tratar tendinite na região do ombro.

Etimologicamente o termo “artro” significa articulação e o termo “scopia” significa olhar para. 

Assim, esse procedimento consiste na visualização do interior da articulação através de um artroscópio.

O cirurgião ortopedista realiza um pequeno corte de acesso ao ombro e insere um pequeno tubo com uma câmera acoplada na ponta.

O objetivo é conseguir visualizar e avaliar as pequenas estruturas internas do ombro e realizar os procedimentos adequados para tratamento.

Assim, ela é uma cirurgia minimamente invasiva.

Como é a recuperação da cirurgia artroscópica?

O tempo de recuperação é mais rápido do que o de uma cirurgia tradicional, podendo variar conforme a lesão e o local exato do procedimento.

Como os cortes são mínimos, as cicatrizes são pequenas.

Algumas recomendações para o pós-cirúrgico são:

  • Imobilizar o braço com material indicado pelo ortopedista;
  • Não realizar esforço com o braço;
  • Utilizar medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos;
  • Não dormir sobre o ombro operado;
  • Aplicar bolsa de gel e/ou gelo sobre o ombro durante a primeira semana.

Além dessas sugestões, é importante realizar acompanhamento fisioterapêutico após 2 ou 3 semanas da cirurgia, com objetivo de recuperar a movimentação da articulação.

Quais são os riscos da cirurgia?

Bem, esse é um procedimento cirúrgico bastante seguro.

Entretanto, todas as cirurgias envolvem risco de infecção, sangramento e lesões nos nervos ou vasos sanguíneos.

Apesar das chances serem baixas, é fundamental procurar um profissional qualificado e especializado para evitar quaisquer complicações. 

Procure um ortopedista qualificado! Agende já sua consulta com um de nossos profissionais.

CHAT
ONLINE